Notícias & Novidades

Trocar o elevador por um lance de escada já significa quebra de sedentarismo

27/01/2017

Mesmo nessa rotina de muito prédio e muito trânsito, tem hora e lugar pra se exercitar, tudo depende do olhar.

Algumas formas de quebrar o sedentarismo: caminhada no plano com deslocamentos curtos distribuídos no decorrer do dia. Dez mil passos equivalem a 30 minutos de caminhada e a subida de 12 andares (de 18 a 20 degraus) por dia. Não precisa subir tudo de uma vez, pode ser espaçado ao longo do dia.

Essas atividades não-programadas na rotina diária contribuem para o abandono do sedentarismo. Subir escadas é sempre melhor que descer. Subir aumenta a frequência cardíaca, enquanto a descida pode impactar mais as articulações e, em termo de gasto calórico, representa apenas 30% do esforço obtido na subida. O uso de escadas aumenta a tonicidade da musculatura de membros inferiores e glúteos, melhora o sistema cardiovascular e pode propiciar a perda de peso.

Subir escadas não requer deslocamento para nenhum lugar especial, poupa tempo, não tem custo e pode ser progressivo. O ideal é começar com alguns lances por dia para não desenvolver sobrecarga nas articulações e lesão muscular. O uso da escada é mais eficiente se comparado com a caminhada em termos de gasto energético e de condicionamento porque impõe ao organismo um esforço metabólico e vascular contra a gravidade e com um maior acionamento muscular.

Em geral, a queima calórica é duas a três vezes maior que a de caminhar. A mera troca do elevador por um lance de escada já significa quebra de sedentarismo.

Publicado originalmente aqui.

Veja Também