Notícias & Novidades

Entendendo os principais conceitos da Gestão Comportamental

07/03/2019

A gestão comportamental é uma prática que tem sido cada vez mais adotada por departamentos de RH em diversas empresas. O emprego desse tipo de gestão está associado às mudanças que vêm acontecendo nesse setor e também à necessidade de se desenvolver profissionais de alta performance dentro das organizações.

Tudo dentro de um departamento de recursos humanos funciona como um ciclo. Recrutamentos pouco satisfatórios acarretam em profissionais pouco engajados e com baixa produtividade, o que acaba gerando altos níveis de turnover.

Nesse sentido, a gestão comportamental é um trabalho que engloba todo o relacionamento do colaborador com um negócio, desde o momento do recrutamento até o momento do desligamento, visando estimular os colaboradores ao máximo e criar equipes de alta performance.

Como você pode imaginar, existem conceitos básicos da gestão comportamental que precisamos saber antes de tentarmos gerir nossos colaboradores dessa maneira. Vamos destacar alguns deles aqui para que você possa ficar mais por dentro sobre esse assunto, dá uma olhada!

A valorização do capital humano

Durante muito tempo o capital humano das organizações não tinha um valor reconhecido. Grandes empregadores não enxergavam a importância dos colaboradores para um negócio uma vez que eles poderiam ser facilmente substituídos caso fosse necessário.

Com todas as mudanças no mercado, o desenvolvimento de tarefas e profissionais mais qualificados e o aumento dos custos da rotatividade de funcionários devido à novas leis, esse cenário foi mudando. Atualmente o capital humano é o maior valor de um negócio e deve ser levado em consideração.

A partir do reconhecimento dessa nova realidade nas organizações surgiu a gestão comportamental e é na valorização do capital humano que todas as suas práticas são baseadas.

Os perfis comportamentais dentro da sua empresa

Como o próprio nome já diz, o trabalho de gestão comportamental é feito através do comportamento humano. Isso significa que é necessário algum conhecimento sobre o assunto antes de se engajar na gestão comportamental.

O comportamento humano é algo extremamente subjetivo e sujeito à mudanças externas. No entanto, alguns estudos de diversas áreas do conhecimento desenvolveram maneiras de classificar os seres humanos perfis comportamentais, facilitando o trabalho dos profissionais que tem que lidar com pessoas a todo momento.

 

GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS

A utilização dos perfis dentro da gestão comportamental é extremamente benéfica. Através deles o departamento de RH conhece mais a fundo as necessidades e características de cada colaborador, personalizando as tarefas, mudando estratégias e tornando a gestão mais direcionada.

ou surgir na linha do tempo de qualquer pessoa ligada à sua rede.

O novo papel da liderança

Dentro de uma organização que emprega gestão comportamental em sua estratégia, a liderança passa a ter uma responsabilidade um pouco diferente da que uma liderança tradicional normalmente tem.

Como já mencionamos, a gestão comportamental é voltada para pessoas e o mesmo acontece com as lideranças dentro da organização. Isso significa que o líder, assim como os profissionais de RH da empresa, tem o dever de conhecer os colaboradores e procurar as maneiras mais eficientes de se realizar uma liderança voltada para o desenvolvimento destes.

Em uma liderança baseada na gestão comportamental cada líder é treinado para liderar o seu determinado grupo. Isso significa o emprego de treinamentos personalizados para o perfil dessas pessoas, feedbacks de maneira que sejam mais proveitosos para a equipe e um relacionamento baseado nas características de cada um.

Ficou interessado? Confira nossos curso de Tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos.

Publicado originalmente aqui.

Siga o IBRATE e acompanhe as novidades!

Veja Também