Notícias & Novidades

A Assembléia do Estado do Mato Grosso do Sul aprova proibição do EAD na graduação em saúde.

06/12/2018

A Assembléia do Estado do Mato Grosso do Sul aprova proibição do EAD na graduação em saúde. Lei deverá ser aprovada pelo Governador.

Divulgamos a aprovação do PL 119/2018 de autoria do deputado Paulo Siufi na Assembleia do estado do Mato Grosso do Sul (MS). O PL agora será encaminhado para o governador daquele estado que terá 15 dias para sancionar a Lei. O estado do MS se torna pioneiro entre os estados da federação ao proibir o modelo de ensino à distância (EAD) na graduação em saúde.

A luta contra o EAD na saúde naquele estado contou com a participação do Fórum das profissões da saúde, cuja presidência é da Dr. Márcia Saldanha e do qual fazem parte fisioterapeutas, farmacêuticos, nutricionistas, fonoaudiólogas, terapeutas ocupacionais, biomédicos, técnicos em radiologia, psicólogos, educadores físicos e outros. Segundo os presentes nesta assembleia, os deputados das bancadas do PDT, DEM, PSDB, MDB e PT assumiram o compromisso de avançar nesta luta em Brasília, defendendo o uso de 0% de EAD na saúde, ou seja, defendendo o ensino 100 % PRESENCIAL.

A vitória com esta votação, mostra que a mobilização dos profissionais da saúde, em especial dos fisioterapeutas, deve continuar para que sejam respeitadas as 4000 horas PRESENCIAIS da graduação em FISIOTERAPIA, o que está em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) de 2002, a Resolução nº581 do Conselho Nacional de Saúde (CNS) que reconhece a graduação 100% PRESENCIAL da Fisioterapia e a Resolução nº4 de 2009 do MEC que determina a carga horária mínima presencial necessária para a formação de um fisioterapeuta. Finalmente destacamos a grande atuação das fisioterapeutas Dra. Juliana Mendes Yule e Dra. Ana Beatriz Gomes de Souza Pegorare que abraçaram a defesa pela graduação de qualidade na Fisioterapia.

Publicação original aqui.

Veja como votou cada Deputado

Siga o IBRATE e acompanhe as novidades!

Veja Também